Seis anos, alguns botões e mão na máquina!

Confira aqui como são as aulas de costura infantil e os benefícios da costura para as crianças.

Crédito: Imagem retirada do site G1.

Crédito: Imagem retirada do site G1.

Criança pode costurar? Pode sim, se tem interesse, deve! Muitos filhos e filhas observam suas mães ou pais costurando e também querem aprender. A costura infantil, além de despertar a criatividade e soltar a imaginação faz com que os pequenos se divirtam. Ainda não existem muitas escolas de costura para crianças mas, Fernanda Egydio que inaugurou a primeira escola de costura infantil do país, garantiu em entrevista ao site “M de Mulher” que as crianças podem costurar!

Como surgiu a primeira escola de costura infantil no Brasil?

Love Blankie, primeira escola de costura infantil no Brasil, foi fundada por Fernanda Egydio em 2010 e atende crianças a partir dos seis anos de idade. Fica localizada em São Paulo-SP na Vila Nova Conceição. Atualmente atende em torno de 40 alunos por semana.

Fernanda ressalta que o interesse da filha foi o que a motivou para abrir a escola Love Blankie. “A ideia surgiu por causa da minha filha, que me via usar a máquina e sempre quis aprender”, disse para o site “M de Mulher”. Não existe uma metodologia, a ideia é que a criatividade das crianças comande o que será feito na aula.

E as aulas de costura infantil? Como funcionam?

As aulas de costura infantil são individuais e divididas em três estágios: Básico, intermediário e avançado. Na Love Blankie as aulas são supervisionadas por alguém responsável. Tudo para que as crianças não se machuquem, aprendam a manusear os equipamentos com segurança e não tentem fazer sozinhas. Além de peças de roupas, também são produzidos acessórios, almofadas e bolsas. Ao final, eles podem customizar e levar para casa sua produção!

Para fechar a peça eles podem escolher que molde farão, também podem escolher o tecido, os botões que desejam usar, a cor do zíper, tudo é de escolha unicamente deles! Esse fato pode ajudar na formação da personalidade, pois ali, naquele momento, eles podem tomar essas pequenas decisões sozinhos. Também para o site “M de Mulher”, Maria Letícia Nascimento, pedagoga e professora, conta que a costura é um processo prazeroso, lúdico e trabalha com a concentração.

Azul é para meninas!

Vale lembrar que não são apenas meninas que se interessam por moda e corte e costura. Atualmente muitos homens e meninos têm se interessado também. Se o seu filho tem interesse, incentive-o. Assim como azul não é só para menino, costura não é apenas para meninas.

Aproveitando, você pode conferir um post nosso sobre máquinas de costura infantis clicando aqui.
Se o seu filho ou filha tem vontade de aprender a costurar, procure uma escola de costura infantil. Certifique-se de que as aulas sejam feitas sob supervisão de um responsável e você terá lindas almofadas para deixar seu sofá mais confortável feitas com muito amor e carinho!

3 Escolas de costura infantil

Por fim, fomos procurar escolas que fornecem o curso de costura infantil. Ainda não existem muitas, quem sabe não é uma oportunidade para você que sabe costurar e ama ensinar?!

Escola Love Blankie

Telefone: (11) 3846-4160
Email: atendimento@loveblankie.com.br
Rua Baltazar de Veiga, 236
Vila Nova Conceição, São Paulo-SP
Site: http://auladecostura.com.br/

Café Costura

Telefone: (21) 2513-1315
Email: cafecostura@cafecostura.com.br
Rua Alberto de Campos, 125 – 201
Ipanema, Rio de Janeiro-RJ
Site: http://www.cafecostura.com.br/

Ateliê Miudezas

Telefone: (15) 3363-2458
Rua Luis Antônio Grando, 43
Chácara Labronci, Boituva- SP
Site: http://www.elo7.com.br/miudezas_miudezas

Molde feito com o método corte de ouro!

Molde feito com o método corte de ouro!

Dificuldades nos moldes?

Se o seu filho ou filha já começou a costurar mas tem dificuldades na hora da elaboração dos moldes, talvez seja o momento de apresentá-lo ao corte de ouro.
O corte de ouro é um método de modelagem que permite a montagem dos moldes com apenas duas medidas! Você pode ver como este método funciona através do nosso vídeo: