Dia da Costureira | Um ofício, diferentes paixões

dia-da-costureira

No dia 25 de maio é comemorado o Dia da Costureira e é por isso que nós preparamos um post especial para quem é apaixonado por costura. Nós conversamos com pessoas que também são loucas por costura e fazem um trabalho lindo quando o assunto envolve linha e agulha. A costura proporciona belíssimas histórias de vida, de família, de diversão e de trabalho e hoje nós contamos duas dessas histórias para você.

No dia da costureira, até amadoras
são profissionais

A costura, além de ser uma arte e uma belíssima profissão, serve a muitos como uma distração ou mesmo como hobby. Não podemos deixar de ver os benefícios que a costura oferece para quem já exerce outra profissão e quer desestressar um pouco. Para mostrar um pouco como as pessoas lidam com a costura como passatempo, falamos com a educadora curitibana Andressa Teixeira, que e contou para gente como é sua experiência com a costura.

dia-das-costureiras

A paixão de Andressa pela costura começou ainda criança, quando ganhou uma máquina de costura de brinquedo, mas que para sua frustração, não costurava nada. Sendo assim, restava a ela, se encantar com as peças que sua tia e sua avó costuravam para as bonecas. Há pouco tempo, Andressa pôde começar seu trabalho com a costura, pois ganhou uma máquina de costura de verdade da sua avó.

dia-costureira

A sua primeira peça de costura, foi uma roupinha meio desajeitada para sua cachorrinha, mas que serviu de experiência para que Andressa continuasse. Andressa ainda é iniciante no ramo da costura e leva a costura como um hobby, costuma costurar uma vez por semana e fica em média quatro horas ou mais em cima das peças que produz. Ela já costurou vestidos de festa com a ajuda da sua avó e agora começou com as camisas. Andressa diz que procura muita informação na internet para ficar por dentro do que as costureiras estão fazendo.“O legal de costurar mesmo é saber o que as outras pessoas fazem, porque no mundo da costura as pessoas trocam muita informação, essa tem sido uma das coisas mais interessante, tem muita costureira boa e gente boa solta por aí”, conta.

Costura e artesanato: duas
paixões que se misturam

Para este post especial sobre o Dia da Costureira, tivemos o prazer de conversar com a costureira e artesã Iara Barros, de 56 anos, que comanda os cursos e  loja Oficina dos Bordados, onde ensina tudo que sabe sobre patchwork, tildas (pequenas bonecas) e bordado com todo amor e dedicação. Iara aprendeu o ofício da costura desde muito nova quando ganhou uma máquina de costura de sua mãe. Ela é autodidata e afirma que aprendeu muito errando e refazendo diversos trabalhos. Ela conheceu a técnica de patchwork há 13 anos e, desde então, é completamente apaixonada por artesanato e gosta mesmo é de criar e transformar pequenos retalhos em verdadeiras obras de arte. “Patchwork é um trabalho muito preciso. Considero um projeto de engenharia, por causa das técnicas, contas e planejamento que envolve cada ideia”, conta.

dia-da-costureira-25-de-maio

Iara se preocupa com cada detalhe na confecção das peças e para se manter atualizada ela faz visitas periódicas ao exterior e compra livros e revistas de costura. Ela ainda possui um blog pessoal, no qual mantém contato com muitas pessoas que apreciam o patchwork, incluindo pessoas de outros países. A costura trouxe grandes mudanças para vida de Iara, até mesmo para sua personalidade, se antes ela era imediatista, hoje o trabalho manual com costura trouxe tranquilidade para sua vida.

dia-costureiras

dia-da-costureira-25-maio

Não resta dúvida de que a costura faz a diferença na vida das pessoas e que tanto profissionais como iniciantes revelam a grande paixão por essa arte. Deixamos aqui, nosso parabéns para as profissionais neste Dia da Costureira que inventam, transformam e reformam nossas “fantasias” diárias com muito amor.