Categorias
Blog

Salário de costureira | Fique por dentro da legislação!

Quem trabalha com costura sabe que a dedicação é algo essencial. Assim, seja você costureira contratada de forma registrada ou seja dona do seu próprio ateliê, é muito importante manter o orçamento em dia, ainda mais em época de crise econômica.

Então, como está o salário de costureira? Nós pesquisamos e trouxemos alguns números!

Qual é o salário de costureira, afinal?

E difícil traçar um número certo para delimitar o salário de uma costureira no Brasil, visto que cada sindicato possui seus referenciais de data e valores para reajuste em cada região. Mas vamos citar os salários atualizados de algumas regiões para você tomar como base.

São Paulo:

Em São Paulo, por exemplo, o teto salarial de costureiras chega a R$ 2900,00, estando o piso salarial firmado em R$ 1220,00 (para trabalhadoras admitidas a partir de 1/8/2014).

piso de R$ 1220,00 se aplica às funções de: Costureira Piloteira, Riscador, Encaixador, Cortador (Operador de máquina de corte), Operador de CAD/CAM, Estilista e Modelista.

Já para as entrantes no mercado em São Paulo, o valor inicial é de cerca de R$ 845,00. São Paulo conta com um mercado agitado no mundo da costura. Abaixo, você pode acompanhar o vídeo sobre a Campanha Salarial 2015, erguida pelo Sindicato das Costureiras de São Paulo.

Goiás:

Em Goiás, o salário vigente está em cerca de é de R$ 750,00.

Paraná:

Segundo a tabela atualizada Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), o salário das costureiras paranaenses está em R$ 982,80.

Minas Gerais:

As costureiras mineiras estão recebendo em média, segundo dados do Sindicato das Costureiras de Belo Horizonte, um salário de até R$ 790,00.

Costureiras Autônomas

Já para quem trabalha de forma autônoma, é mais complicado mensurar o salário de costureira. Porém, é uma forma super rentável de trabalho, visto que cada peça pode custar até R$100 somente pela mão-de-obra.

Se for costurar um vestido de cotidiano sob medida por exemplo, você pode cobrar cerca de R$100 pelo molde e pela mão de obra, fora os tecidos necessários. É interessante montar uma tabela de preços que elevem conforme a complexidade da peça (afinal, costurar um vestido de festa é bem diferente que costurar um conjunto social!). Para as autônomas e também para aquelas que trabalham somente com ajustes, o salário de costureira é bem variável mês a mês.

Tudo depende do tempo diário de ofício e da própria qualidade do seu trabalho (uso de materiais, investimento e máquinas, etc). Outro detalhe também é o preço que cobra para cada peça ajustada ou feita. As costureiras costumam se basear em modelos existentes no mercado para fazer uma tabela fechada. Isso dá mais confiança para o cliente, inclusive.

Concluindo..

Se no começo você tiver dificuldades em angariar lucros, calma. Administrar negócios não é uma tarefa fácil. Procure estar sempre em dia com sua agenda e lembre-se da regra básica: não gaste mais do que ganha.

Se quer ser funcionária de uma empresa de confecção, fique atenta aos pisos salariais concedidos em sua região. Todos os anos os valores são atualizados, mas tudo depende também do setor da empresa privada na qual estará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *